Consultoria JurídicaInovaçãoOutros

Diferença de Empresário e Empreendedor

No dia a dia do empreendedorismo, nós sabemos que não existe, de fato, uma distinção clara entre empreendedor e empresário. Muitas vezes, os sócios se autodenominam empresários por possuírem participação em uma pessoa jurídica. Ou seja, apenas a existência de um CNPJ traz a ideia de que existe uma empresa.

No mundo do empreendedorismo, mesmo que, às vezes, sejam tratados como termos sinônimos, empreendedor e empresário possuem papéis bem diferentes. O empreendedor é quem identifica a oportunidade e gera riquezas a partir delas. É aquela pessoa que possui o potencial de criar o que, outrora, era apenas uma simples ideia. Empresário, todavia, é todo e qualquer indivíduo que possui a competência de perpetuar o negócio, seja uma empresa ou não. Para tanto, é preciso definir o que é uma empresa. No meio jurídico, CNPJ não é pré-requisito para um empreendimento ser visto como uma empresa – é apenas uma mera formalidade para que seus direitos e obrigações como pessoa jurídica possam ser respaldados.

Empresa é uma atividade econômica organizada destinada à produção ou à circulação de bens ou de serviços. A empresa não é um sujeito de direito (e aqui cai a ideia do CNPJ!), mas sim um sujeito abstrato. Isto é, precisam ser respeitados alguns requisitos impostos no Direito brasileiro para que aquele empreendimento possa ser visto como uma empresa: i) habitualidade; ii) busca pelo lucro; iii) organização dos fatores de produção, ou seja, o capital, os insumos, a tecnologia e a mão de obra.

Se você possui capital, insumos, tecnologia para exercer sua atividade fim, mas não possui um empregado, por exemplo, para o meio jurídico, você será visto como empreendedor, e não empresário – mesmo sendo sócio de um CNPJ. Portanto, é importante que haja essa distinção em situações mais formais, como o preenchimento de um contrato ou uma negociação com um colaborador ou investidor.

 

Comentários